A RELAÇÃO DE VÍNCULO CÁRMICO - PROFESSOR/ALUNO


Ao longo das inúmeras encarnações no planeta terra fomos nos enredando em relacionamentos conflituosos e não resolvidos o que nos fez ficarmos ligados a esses relacionamentos por nós cármicos que se repetem a cada nova encarnação.
Dentro do ciclo reencarnatório nascemos sempre dentro de uma mesma família, parentes, aparentados e afins. Na família, hora sou o pai, a mãe o filho e o neto. Os parentes, são: tio, sobrinho, cunhado, genro, nora, primo, etc. Os afins são: professor/aluno, sócios e triângulo amoroso.
Neste texto vou discorrer sobre a relação professor/aluno.
Você professor, entenda que sua profissão é de resgate daqueles que não ensinou em vida passada e tinha as ferramentas ou ainda usou mal essas ferramentas em benefício próprio. Vemos hoje em dia muitos professores reclamarem de sua condição de trabalho e do baixo salário, etc. Importante ter esse conhecimento para que transforme esse carma.
Como fazer?
Neste momento planetário quando o tempo urge no sentido de evolucionar, precisamos atuar de maneira proativa e rápida para resgatarmos nossos carmas e assim fazermos a limpeza desses nós que nos atam ao passado.
Uma maneira de obter resultado rápido é partir para a ação da doação. E muitos vão pensar: mas minha vida já é doação, pois trabalho horas, pesquiso, dou aulas e ganho muito pouco em troca.
Já pensou em dar sem esperar receber? Tem pago seu dízimo ao universo pela benção de poder ensinar e ganhar seu sustento em cima daqueles que precisam deste seu conhecimento?
A máxima na cabala – é dando que se recebe”, é verdadeiro. Quando doamos sem ter ainda, o universo provém, mas quando usamos nossos dons para ganhar dinheiro apenas ou antes de ter o entendimento que outro tem direito a esse conhecimento pagando ou não, o dinheiro pode de fato ficar escasso.
Como sugestão neste momento e a fim de que os professores possam ver seu trabalho fluir dentro da nova energia, sugiro que pratiquem ensinar o que sabem de forma gratuita àqueles que têm ânsia de saber e não tem meios para fazê-lo.
Quem serão eles? Abram-se a essa sintonia e ele ou eles aparecerão e assim seu carma será transformado em dharma rapidamente e sua vida profissional dentro do ensino, seja ele qual for, fluirá.
Paguem para ver, mesmo que não acreditem nisto que falo. Comecem ainda que não levem fé, comecem de alguma maneira e assim que perceberem os resultados vão se motivar e tudo passará a ser espontâneo com o tempo.
“Não podemos mudar o passado, mas certamente podemos fazer um futuro diferente a partir das ações do nosso presente” – Chico Xavier. E eu acrescento: a partir do conhecimento do que fizemos no passado, transformamos no presente e o futuro é a colheita.
Cassyah Faria - Hipnoterapeuta